Vereadores terão de devolver quase R$ 100 mil por recebimento indevido de subsídios

Edis que legislaram entre 2013 e 2016 foram condenados pelo Ministério Público do Estado de São Paulo a devolver cerca de R$ 5 mil cada (R$ 6,3 mil, o presidente da Casa na época). Vereadores aumentaram o próprio subsídio em 2016, porém, Constituição Federal permite apenas que o reajuste deve ser feito para a legislatura para a subsequente.

Os vereadores que deverão ressarcir o Governo Municipal são: Agnaldo “Guina”, Antonio Cordeiro, Divaldo “Garotinho”, Edemílson dos Santos, Edival Pereira Rosa “Preto”, Eliano Apolinário, “Kiel” Damasceno, Icrenildo Jesus Martins “Lampião”, João Ramalho, João Bispo, “Zezinho Cabeleireiro”, Lafaiete Pinheiro, Luzia Vidal, Rosana Costa Pinto, Roberto Natalino, Vanderlei Elcio “Lobinho” e Willhes Gomes.

Um comentário em “Vereadores terão de devolver quase R$ 100 mil por recebimento indevido de subsídios

  • Avatar
    16 de março de 2020 em 19:18
    Permalink

    Boa noite srs.
    A pergunta é; Porquê o aumento do salário, e agora a aprovação do subsidio de dezesseis por cento.
    Sem falar que toda reunião é feita eles cobram por isso. Sendo que eles são funcionários da Prefeitura, que deveria trabalhar durante o dia sem cobrar nada mais por isso.
    É um salario muito alto para eles. É muita mordomia.
    Eles deveriam ganhar ganhar um salario minimo de 1040,00 reais.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *