Vereador critica atendimento na Unimed: “Está maltratando os usuários”

O vereador Fábio Jorge, ao fazer o uso da tribuna na sessão de Câmara da última terça-feira (29), fez duras críticas ao atendimento no Hospital da Unimed. O vereador que esteve no local acompanhando um familiar no último final de semana, presenciou o que ele considerou um maltrato aos usuários. Segundo o vereador, não haveria uma triagem para separar pacientes com suspeita de Covid-19 dos que possuem outras enfermidades. “A Unimed está maltratando os usuários. Ela não está fazendo triagem com o pessoal do Pronto Socorro. Então se você vai lá com Covid ou com febre por conta de outra doença, você vai esperar junto. Então, a probabilidade de pegar Covid é muito alta. Porque se a pessoa com Covid está junto com você e você fica três, quatro horas esperando, porque o sistema e saúde está um colapso, vai pegar Covid”, disse.

O vereador usou como exemplo o atendimento no Hospital, destacando o trabalho na rede pública. “No Hospital Municipal tem triagem, no Posto de Saúde tem triagem. Então estamos dando de dez a zero na Unimed. Outra coisa ruim é que não estão dando informações às famílias dos pacientes. No Hospital Municipal temos duas meninas que ligam diariamente para a família dando notícia do paciente, mas na Unimed é impossível de falar. Isso é um ponto negativo. Então, diretoria da Unimed, comecem a olha esse lado humano. Acho que estão olhando demais o lado do prédio, mas se não olhar o lado humano, não adianta nada”, completou.

Fábio ainda afirmou que irá oficializar a secretaria de Saúde a fim de uma reunião para discutir o assunto com a empresa.

Procurada pela reportagem, a Unimed disse que desde o início da pandemia tem readequado seus fluxos de atendimento em todos os seus serviços, e implementado todas as medidas sugeridas pelos órgãos regulatórios. Diante do aumento dos casos de Covid, a necessidade de adaptação dos fluxos de atendimento é recorrente, e para seguir todas as normas de segurança a Unimed está em contato próximo e constante com a Secretaria de Saúde e a Vigilância Sanitária da cidade. “A Unimed está dispensando todos os recursos humanos, financeiros e tecnológicos possíveis e disponíveis para que seus clientes tenham acesso aos melhores padrões de atendimento, com a máxima segurança possível. No entanto, mesmo com as intensas iniciativas postas em prática, a demanda gerada pela nova escalada nas ocorrências de casos da Covid-19 está se mostrando acima da capacidade de todas as instituições públicas e privadas de saúde do Brasil. Ainda assim, a Unimed está trabalhando incansavelmente para absorver essa demanda, adotando medidas de contingenciamento para atender seus clientes dentro das regras e determinações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e da lei brasileira, para a normalização deste cenário o mais rápido possível.”

Posts Relacionado

Tijolos / Coleção / Fontes Históricas – Parte II

Continuação… Inicio com um dos preferidos da coleção, o F.F.B. Trata-se de um tijolo que almejava há algum tempo e via muitos dele no Museu de Salto. A sigla é a abreviação de Francisco Fernando de Barros, mais conhecido como Barros Jr. Ele veio parar

Marcando um encontro consigo mesmo

Você que começou a ler esse texto, peço licença para falar com seu lado mais íntimo, onde ninguém consegue entrar a não ser que você permita. Obrigada. Ter alguém tão perto de nossos pensamentos, principalmente daqueles mais sombrios ou tão perto dos nossos sentimentos, que normalmente