Tribunal de Contas aponta irregularidades em contrato da Prefeitura com o São Camilo

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo considerou irregular o convênio firmado entre a Prefeitura de Salto e a Sociedade Beneficente São Camilo. Em julgamento realizado na última semana, o TCE alegou falta de transparência no contrato, deixando em dúvidas as finanças municipais. Há ainda notificações contrárias à cinco aditamentos e uma retificação.

 

Saiba mais na edição impressa que está nas bancas.

Posts Relacionado

Vereador que instituir Hip Hop como Patrimônio Imaterial do Município

O vereador Michel Oliveira, que substitui o vereador licenciado, Antonio Cordeiro, apresentou um Projeto de Lei que declara como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Município de Salto a cultura Hip-Hop. A proposta tornaria o Poder Público Municipal o responsável pelo desenvolvimento, fortalecimento e visibilidade

Nova fase de flexibilização começa a valer no domingo

A partir deste domingo (1º de agosto) o Estado de São Paulo entra em uma nova fase de flexibilização para o comércio e o funcionamento das atividades econômicas em geral. A fase de transição seguirá até o dia 16 de agosto, com a atual taxa