Supermercados registram aumento no movimento, mas não deve haver desabastecimento, diz Associação

Apesar das recomendações de que não é preciso estocar produtos nas residências por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19), os supermercados de Salto e região registraram um aumento de quase 20% na frequência de clientes nesta semana. Segundo a Associação Paulista de Supermercados (APAS) houve um aumento de 18% na frequência de alguns supermercados, em comparação com o mês de fevereiro. Entre os produtos mais procurados, destacam-se o álcool em gel e papel higiênico.

Mesmo com o aumento das lojas, os estoques dos supermercados continuam normais e toda a cadeia de abastecimento (indústria e transportes) está operando com regularidade e o abastecimento está com fluxo normal. O presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, informou que a associação está mapeando diariamente toda a cadeia produtiva, como indústria e logística de distribuição de produtos e informando os associados supermercadistas e os consumidores, que a cadeia produtiva está operando normalmente, sem falta de produtos. “Não há necessidade de estocar produtos. Pode haver ruptura pontual nas gôndolas, porém os supermercados têm se esforçado para disponibilizar os produtos o mais rápido possível”, disse.

Por ser uma atividade essencial à sociedade, a APAS está tratando diariamente esse assunto com o governo do Estado. A associação também está recomendando a seus associados para reforçarem a atividade de reposição dos produtos mais procurados. A APAS informa que os supermercados estão preparados para atender à demanda e estão trabalhando para que os itens não faltem nas prateleiras e se mantenha equilíbrio de preço nos pontos de vendas.

A entidade também vem acompanhando de perto a situação e instrui todos os seus associados para que sigam as recomendações do Ministério da Saúde para garantir o bem-estar de clientes, fornecedores e colaboradores em suas lojas.

Avatar

Caio Vinícius Dellagiustina

Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *