Sumiço de material na Casa da Cultura no final do ano vira caso de polícia

No último dia 10, o atual secretário da Cultura de Salto, Oséas Singhi Jr., compareceu a Delegacia de Polícia para registrar um Boletim de Ocorrência sobre “Peculato”, que de acordo com o Código Penal (artigo 312) trata-se de um crime onde ocorre a apropriação, por parte de um funcionário público de um bem a que ele tenha acesso por causa do cargo que ocupa.

De acordo com as informações, o caso teria ocorrido no dia 28 de dezembro de 2020, por volta das 18h, na Casa da Cultura, prédio anexo a Secretaria da Cultura. Na oportunidade, segundo informou Oséas, câmeras de segurança registraram o momento em que três pessoas, identificadas como sendo cargos comissionados da gestão Geraldo Garcia, retiravam objetos do prédio e colocavam em um caminhão. Na denúncia é citado ainda que o trio possuía chave de acesso ao local.

Diante da situação, além do registro do BO, um processo administrativo foi aberto na Prefeitura.

No Boletim de Ocorrência, Oséas detalha que na manhã do dia 4 de janeiro, quando assumiu a Secretaria da Cultura, foi informado por um servidor que havia sumido vários materiais do depósito da Casa da Cultura, como mesas, cadeiras, palcos, tapetes, entre outros objetos. Assim que soube do ocorrido, o secretário foi até o depósito e observou que havia um cadeado grande, com um portão e mais uma porta, todos fechados, sem sinal de arrombamento.

Oséas percebeu que no local havia câmeras e solicitou a outro funcionário, que sabe manusear o equipamento, se seria possível recuperar as imagens, sendo informado que os computadores nos quais as câmeras estavam conectadas, haviam sido formatados na troca de gestão. Porém, o funcionário relatou que uma das câmeras estava na “nuvem”. Ao acessar as filmagens, foi possível observar que, no dia 28 de dezembro, um caminhão de porte médio, na cor branca, entrou na Casa da Cultura, com três pessoas, sendo eles funcionários da Cultura, os quais eram comissionados da gestão Geraldo Garcia e que também tinham as chaves de acesso ao local.

As imagens mostram os três comissionados retirando os objetos do prédio e colocando no caminhão. Diante dos fatos, o atual secretário da Cultura acionou o secretário de Administração, Caio Piccinin, que é o responsável pelo patrimônio, sendo orientado a elaborar um Boletim de Ocorrência, enquanto simultaneamente um processo administrativo foi instaurado na Prefeitura. Além disso, uma cópia das imagens foi entregue à Polícia Civil.

Posts Relacionado

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba realiza concerto de Natal

Para encerrar 2021 a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, sob a regência do maestro Paulo de Paula, realiza um concerto especial de natal.No repertório, várias e canções natalinas especialmente selecionadas como Every Valley e Rejoice de Handel (extraídos da obra ‘Messias’); Hallelujah de Leonard Cohen; White

Caravana da Coca Cola passará por Salto no dia 11 de dezembro

O Natal vem vindo e, junto com ele, a já tradicional Caravana de Natal Coca-Cola, que marca a contagem regressiva para a tão esperada data. Em Salto, o comboio passará no dia 11 de dezembro, em horário ainda não divulgado pela Sorocaba Refrescos, empresa responsável

Grupo AB Colinas abre processo seletivo para vagas em tecnologia

A AB Concessões, grupo do qual a AB Colinas, concessionária do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, faz parte, abriu processo seletivo para contratação de especialista de cyber security e em governança de TI para trabalhar em nosso escritório em Itu. Para