Secretário de Saúde promete mudanças no edital para gestora do Hospital Municipal

O secretário de Saúde, Márcio Conrado, afirmou durante reunião com os vereadores na manhã da última sexta-feira (8), que o edital de chamamento para a contratação da nova Organização Social que irá administrar o Hospital Municipal, será suspenso. A publicação, segundo o chefe da pasta, será revista e adequada, seguindo, inclusive, algumas sugestões de vereadores.

Na ocasião, Márcio falou que a suspensão do edital seria informada, mas até o encerramento desta edição, nenhuma publicação no Diário Oficial havia sido comunicada. “O Edital será suspenso. Não sei se já foi publicado hoje e todos os itens serão revistos, inclusive com os apontamentos que os senhores estão fazendo”.

Em resposta aos questionamentos do Jornal PRIMEIRAFEIRA, a secretaria informou que, considerando a suspensão da licitação em curso, por decisão do Tribunal de Contas, o município fará novos estudos técnicos para adequar o edital com vistas a evitar problemas semelhantes no futuro.

O novo edital, entretanto, ainda não tem uma data confirmada para ser publicado e também ter seu resultado definido. “Analisando o histórico de decisões semelhantes do TCE-SP acredita-se que eventual suspensão da medida tomada por aquele órgão somente ocorrerá dentro de alguns meses, enquanto isso não há qualquer previsão de data para abertura dos envelopes”, explicou o chefe da pasta. A reportagem do PRIMEIRAFEIRA também perguntou ao secretário quais mudanças seriam feitas no edital e quais os problemas encontrados, porém, até o encerramento desta edição, não havíamos sido respondido. A secretaria também não informou se o novo edital será concluído dentro de 180 dias, prazo de validade do contrato emergencial firmado junto à Beneficência Hospitalar de Cesário Lange.

Posts Relacionado

IFSP-Salto está com inscrições abertas para cursos técnicos gratuitos

O Instituto Federal de São Paulo (IFSP) está com inscrições abertas para o ingresso de novos estudantes, no primeiro semestre de 2022, para cursos técnicos integrados, concomitantes e subsequentes da Instituição. Todos os cursos são gratuitos, sem cobrança de mensalidade ou de taxa de matrícula.