Secretaria da Saúde explica sobre vacinação em guardas municipais

A Prefeitura de Salto se posicionou sobre o caso em que Guardas Civis Municipais teriam “furado fila” para se vacinar contra o Covid-19. O assunto tomou conta das redes sociais e acabou repercutindo até mesmo na sessão do Legislativo saltense desta semana.

Através de uma nota, assinada pela Secretaria da Saúde, a Prefeitura classificou como falsa a notícia de que GCMs teriam “furado” a fila da vacinação. “Em nenhum momento, houve ‘fura fila’ ou qualquer privilégio a quem quer que seja”, esclareceu a Secretaria Municipal da Saúde.

No texto é destacado que “a Vigilância Epidemiológica do município realiza um excelente trabalho na condução do processo de imunização frente à pandemia Covid-19, sempre atenta a normas técnicas e orientações do Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo “).

A Prefeitura também explicou que a vacinação dos GCM´s ocorreu com sobras de vacina de frascos multidoses. “Isso ocorre porque cada frasco encaminhado pela Secretaria de Estado da Saúde contém 10 doses e, por isso, o planejamento da vacinação sempre estabelece múltiplos de 10 pessoas para os grupos atendidos. Contudo, quando há ausências, ou seja, quando um cadastrado não comparece para receber a vacina, a sobra do frasco, já aberto, não pode ser armazenada e deve ser utilizada em, no máximo, 8 horas (Coronavac) ou 6 horas (AstraZenica). Sendo assim, para que não ocorra perda da dose, a orientação da Nota Técnica do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo – item 4 – é para que essa sobra seja aplicada em um dos grupos prioritários definidos no citado documento. No caso de Salto, então, as sobras foram aplicadas nas forças policiais do município, mais próximas da Secretaria da Saúde, para onde retornam os profissionais de vacinação ao final do expediente. Ao longo desse período, 11 Guardas Civis Municipais receberam essas doses que, conforme já esclarecido, se não aplicadas, seriam descartadas”, detalha a nota.

Por fim, a Secretaria de Saúde reforçou que suas ações são sempre pautadas pelos aspectos técnicos e legais, não compactuando, em nenhum momento, com privilégios, favorecimentos ou pessoalidade.

Posts Relacionado

Cidadão pode fazer sugestões de investimentos ao Governo do Estado

Já está disponível no site www.audienciasdoorcamento.sp.gov.br o acesso ao cidadão para formular sugestões na Audiência Pública Eletrônica para elaboração da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do próximo ano. A participação segue até domingo (11), apenas pelo meio eletrônico por causa da pandemia do Covid-19. A