Salto volta a registrar saldo positivo na geração de emprego

Após dois meses no “vermelho”, a cidade de Salto voltou a registrar saldo positivo na geração de emprego. De acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), a cidade teve 199 novas vagas abertas no mês de maio. Porém, no acumulado do ano (entre janeiro e maio) o saldo continua sendo negativo.

Conforme o levantamento mensal, que é feito pelo órgão do Ministério do Trabalho, foram 1.229 contratações e 1.030 desligamentos durante o mês de maio. O setor que mais contribuiu com novos empregos foi o de Serviços, com 624 admissões e 546 demissões, gerando um saldo positivo de 78 novas vagas.

O setor de Comércio também teve destaque com a criação de 76 postos de trabalho (foram 246 contratações contra 170 desligamentos).

A Indústria foi outro setor que fechou maio com saldo positivo de 37 vagas, com 319 admissões e 282 demissões. O setor de Construção conseguiu nove postos de trabalho, com 39 contratações e 30 desligamentos.

O único setor que apresentou saldo negativo foi o de Agropecuária, com apenas uma admissão e duas demissões.

Acumulado do ano

Na soma entre janeiro e maio, Salto registra 5.776 admissões e 6.307 demissões, ocasionando um saldo negativo de 531 postos de trabalho.

O setor mais produtivo é o da Indústria, com 1.786 contratações e 1.422 desligamentos, o que resulta em um saldo positivo de 364 novas vagas.

Já os setores de Serviços e Comércio são registram os piores desempenhos, com saldo negativo de 869 e 109 respectivamente.

Dos cinco meses avaliados, a cidade teve saldo negativo em três (janeiro, março e abril) e positivo nos meses de fevereiro e maio.

Na região

Todas as cidades vizinhas de Salto também apresentaram crescimento na geração de empregos em maio. O município com o melhor desempenho foi Itu, que gerou 467 novos empregos (foram 2.181 contratações contra 1.714 desligamentos). Depois aparece Indaiatuba, com 264 vagas (3.003 admissões e 2.739 demissões).

Porto Feliz teve saldo positivo de 221 novas vagas (654 contratações e 433 desligamentos). Cabreúva conseguiu criar 127 empregos (580 admissões contra 453 demissões); e Elias Fausto teve 84 novas vagas (321 contratações e237 desligamentos).

Posts Relacionado

Tijolos / Coleção / Fontes Históricas – Parte II

Continuação… Inicio com um dos preferidos da coleção, o F.F.B. Trata-se de um tijolo que almejava há algum tempo e via muitos dele no Museu de Salto. A sigla é a abreviação de Francisco Fernando de Barros, mais conhecido como Barros Jr. Ele veio parar

Marcando um encontro consigo mesmo

Você que começou a ler esse texto, peço licença para falar com seu lado mais íntimo, onde ninguém consegue entrar a não ser que você permita. Obrigada. Ter alguém tão perto de nossos pensamentos, principalmente daqueles mais sombrios ou tão perto dos nossos sentimentos, que normalmente