Salto tem recorde de casos em 24 horas e vê internações na UTI dispararem

No dia em que o Governo de São Paulo confirmou a reabertura de atividades não essenciais a partir de segunda-feira (13), a cidade de Salto registrou um triste número nos casos de coronavírus. Em 24 horas 35 novos casos foram confirmados, um recorde para um único dia, desde o primeiro caso, em 3 de abril. Esta sexta-feira (10) também marca o dia com mais internações na Unidade de Terapia Intensiva. São 12 pacientes internados, entre confirmados e suspeitos, sendo que 5 deles estão no Hospital Municipal, que possui apenas 6 leitos. O restante está internado em hospitais particulares ou em outras cidades.

Ao todo, o município registra 379 casos confirmados de Covid-19; sendo que 279 evoluíram para cura e 19 casos seguem internados (sendo 8 em UTI); 68 casos em isolamento domiciliar e 13 óbitos. São 697 casos descartados e 26 casos que aguardam resultados. Destes, 13 casos suspeitos estão em isolamento domiciliar, 11 em internação clínica (sendo 4 em UTI) e 2 óbitos por suspeita de Covid-19.

Sobre os casos confirmados hoje, tratam-se de 15 homens, de 13 a 90 anos, residentes no Rondon, Centro, Jd. Saltense, Jd. Marília, Jd. Santa Efigênia, Jd. Imperador, Monte Paschoal, Jd. Santa Cruz, Olaria, Vila Progresso, São Pedro e São Paulo, Bela Vista e Nações; e 20 mulheres, de 16 a 87 anos, residentes no Jd. Santa Cruz, Centro, Nações, Vila Henrique, Salto Ville, Portal dos Bandeirantes, Bela Vista, Monte Paschoal, Santa Efigênia, Jd. Imperador, Salto de São José, Vila Teixeira, Laguna e Jd. Marília II.

A taxa de ocupação Hospital Municipal é de 83% na UTI e 91% na clínica médica (11 dos 12 leitos estão ocupados).

Até às 17h50, as prefeituras de Itu, Porto Feliz e Indaiatuba não haviam divulgado seus boletins epidemiológicos.

Posts Relacionado