Prefeitura de Salto ainda não tem posição definida sobre volta às aulas

A situação envolvendo o retorno dos alunos às aulas presenciais continua deixando dúvidas nos pais. Na última semana, o Governo do Estado de São Paulo anunciou que os municípios poderão decidir sobre o retorno ou não das aulas neste ano.

Na região, algumas cidades já se manifestaram sobre a questão. Os prefeitos de Capivari e também de Elias Fausto anunciaram que as aulas na rede municipal de ensino não serão retomadas neste ano.

Já na cidade de Indaiatuba, o prefeito Nilson Gaspar divulgou uma nota informando que o município irá seguir as orientações do governo estadual, o que significa que a retomada das aulas deve ocorrer no dia 7 de outubro. A Prefeitura de Indaiatuba também relatou que seguirá todos os protocolos de saúde e que as pessoas que tiverem qualquer dificuldade devem entrar em contato com a escola ou com a Secretaria Municipal da Educação.

O PRIMEIRAFEIRA questionou a Prefeitura de Salto sobre como a situação está sendo tratada no município. Em resposta, a Prefeitura informou que “até o momento não há data definida de retorno ou suspensão das aulas deste ano letivo”.

Já sobre a possibilidade de fazer uma pesquisa online com a população sobre o assunto, o Executivo saltense disse que a questão está sendo avaliada. “A Prefeitura informa que avalia a questão juntamente com a Comissão de Enfrentamento ao coronavírus no âmbito da Educação, que envolve a administração pública, da Diretoria Regional de Ensino, representantes de escolas particulares, responsáveis por alunos e servidores”.

Novas estratégias

Na última quarta-feira (19), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, disse que o governo planeja a realização de inquéritos sorológicos para identificar anticorpos para a Covid-19 em professores, funcionários e estudantes de escolas de diferentes regiões do Estado de São Paulo. Segundo ele, os resultados poderão implicar em “estratégias adicionais” nas escolas para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

O secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, destacou que os critérios deverão ser adotados pelas prefeituras, que poderão exigir normas ainda mais restritivas.

Apesar da reabertura dos estabelecimentos de ensino estar programada para outubro, as escolas poderão reabrir a partir do dia 8 de setembro para atividades de reforço.

Posts Relacionado

Qual a perspectiva econômica para o último trimestre de 2021?

A pandemia da Covid transformou os anos de 2020 e 2021 em verdadeiros desafios para todos os brasileiros, nesse momento a vacinação vem avançando, as infecções e óbitos vem recuando gradativamente e aos poucos estamos conseguindo retornar para o mais próximo possível de uma rotina

Indaiatuba sedia 2ª edição de Encontro Musical

Para expandir as possibilidades de acesso ao conhecimento musical e ampliar o contato com esta arte, a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba, realiza o 2º EMIn (Encontro Musical de Indaiatuba), entre os dias 29 de outubro e 2 de

Crea-SP realiza força-tarefa em Salto e região

Desde a última quarta-feira (13), o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) iniciou uma força-tarefa de fiscalização do exercício profissional em Salto, Itu, Itupeva, Porto Feliz, Cabreúva e Louveira. Com caráter orientativo e preventivo, a ação tem como objetivo