Prefeitura arrecadou cerca de R$ 6,5 milhões a menos do projetado para o ano de 2020 com IPTU

Conforme o Balancete de Receitas Orçamentárias referentes ao Exercício 2020, publicado no Diário Oficial do último sábado (30), a Prefeitura de Salto deixou de arrecadar aproximadamente R$ 6,5 milhões com a arrecadação da cobrança de IPTU.

A estimativa do Poder Público era faturar R$ 55,7 milhões, mas com os pagamentos confirmados até o dia 31 de dezembro de 2020, o montante recebido foi de R$ 49,1 milhões. Por outro lado, as multas e juros referentes ao mesmo imposto ajudaram a incrementar o orçamento. A estimativa era faturar R$ 1,7 milhão com as cobranças, mas o saldo em dezembro superou os R$ 4 milhões. Procurado, o Executivo não comentou sobre o assunto.

As multas de trânsito também renderam menor do que o esperado aos cofres públicos. Era esperado um faturamento de pouco mais de R$ 3 milhões com as autuações, mas o montante não superou os R$ 2,9 milhões.

Posts Relacionado

Salto tem um representante na final do Campeonato Goiano

Neste domingo (16), começa a decisão do Campeonato Goiano de futebol. A final reúne o Grêmio Anápolis e o Vila Nova. A novidade é que um saltense estará presente nesta grande decisão. O lateral esquerdo Mateus Rodrigues defende o Grêmio Anápolis, que fez história no

Como agimos

No presente, algumas pessoas sentem muita vontade de apagar o passado. Mas ele fica ali, te assombrando os dias atuais e no futuro prosseguirá ao lado, ele todinho, na distância de um fechar de olhos. De olhos abertos ele também existe, mas sob a luz,

Maio: ainda é o mês das noivas?

Ouvimos há décadas e décadas que maio é mês das noivas. Mas você sabe o por quê? Nos 20 países que compõem o hemisfério norte (Portugal, México, Tunísia, Islândia, Cuba, Argélia, Marrocos, Rússia, Alemanha, Noruega, França, Egito, Canadá, Estados Unidos da América, Inglaterra, Itália, Grécia,

Espaços turísticos só devem ter obras concluídas em setembro

Fechados desde fevereiro de 2020 após serem destruídos por uma enchente, o Memorial do Rio Tietê e o Complexo da Cachoeira só deverão ser reabertos em setembro de 2021, 19 meses após serem interditados. A previsão é da Prefeitura de Salto em resposta aos questionamentos