Prefeito explica renovação de contrato com empresa e afirma que irá comprar frota para a Prefeitura

Durante uma live realizada em sua rede social, na última quarta-feira (20), o prefeito Laerte Sonsin respondeu a uma série de comentários de pessoas que cobravam uma explicação para a renovação do contrato com a empresa Luiz Viana Transportes, fornecedora dos veículos utilizados pela administração pública, em mais de R$ 2 milhões. O novo contrato com a empresa foi publicado na edição de quarta-feira (20) do Diário Oficial Municipal.

Segundo Laerte, a renovação era a única solução para não deixar profissionais, sobretudo da segurança, sem automóveis para a execução de seus trabalhos. “Não somos favoráveis a locação de veículo, mas fomos obrigado nesse primeiro momento, para que não ficássemos sem os veículos essenciais. Se esse contrato não fosse renovado, os guardas municipais, por exemplo, andariam a pé”.

Uma das promessas de campanha do atual prefeito foi justamente a compra de uma frota própria para o município, o que, segundo Laerte, deve ocorrer em breve. “Nós vamos adquirir frota própria. Mas não dá pra adquirir veículos em 18 dias. É um processo de, no mínimo, 45 dias. Se tivéssemos começado esse processo logo no dia 1º de janeiro, antes da segunda quinzena de fevereiro não daria para comprar. Isso se ninguém questionasse. Na prática, em menos de três meses não seria resolvido”, explicou.

O chefe do Executivo disse que está fazendo um levantamento junto às secretarias de quantos carros serão necessários e disse que até mesmo os carros oficiais do gabinete podem ser reduzidos. Além disso, uma licitação para a implantação de uma oficina própria também precisará ser realizada, uma vez que caberá ao município a manutenção dos automóveis. O vice-prefeito Edemilson dos Santos, crítico do contrato desde a época em que era vereador, completou: “Não podemos ser irresponsáveis e não renovar esse contrato”.

Posts Relacionado