Parceria inédita feita pela Secretaria da Cultura permitirá pintura do prédio do museu

Em dezembro deste ano, o Museu da cidade de Salto estará completando 30 anos de sua fundação. E visando enaltecer a data, o secretário da Cultura, Oséas Singh Jr. tem buscado alternativas para revitalizar o espaço. Uma delas foi a restauração das portas e janelas que estão sendo restauradas com verbas do ProAc.

Nos últimos dias, o secretário conseguiu outra parceria, desta vez para a pintura do prédio. “Não dá para ter terno novo com sapato velho. O prédio do Museu está muito sujo e precisa de uma pintura nova. Dessa forma, usando a criatividade, consegui firmar um acordo com as três barracas de alimentação que se instalaram no Pavilhão das Artes. Essas barracas ficarão um mês na cidade e, além de recolher os impostos para o município, eles custearão como contraparte a mão de obra para pintura do prédio do Museu, bem como do Teatro Giuseppe Verdi e o anexo da Associação Italiana”, explicou Oséas.

A verba tem custo da mão de obra de aproximadamente R$ 15 mil e independe da arrecadação que as barracas terão na cidade. A previsão é que a pintura comece a ser feita ainda no final deste mês ou no mais tardar início de outubro.

Outra parceria firmada pela Secretaria da Cultura foi com a Funerária Saltense. O Circuito da Memória do Cemitério da Saudade, que se encontrava descascado, com os painéis oxidados, foram trocados pela empresa. “Eles (Funerária Saltense) trocaram 15 painéis, atualizaram o das Madres, pois havia três nomes de falecidas a serem incluídos e homenageadas, além de um novo sistema de PVC com verniz UV para maior duração”, detalhou o secretário.

Pandemia afetou diretamente a secretaria

Devido a pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), principalmente com o surgimento da segunda onda, no início deste ano, a Secretaria da Cultura acabou, assim como outras pastas do município, passando por um contingenciamento de verbas. Mais de R$ 800 mil foram remanejados da Cultura para a área da Saúde, objetivando o enfrentamento da doença. Com isso, a solução encontrada pelo secretário foi promover parcerias para que a pasta não ficasse engessada. “Compreendo perfeitamente o momento delicado pelo qual estamos passando e, uma vez que não temos dinheiro, nos reinventamos para trabalhar. Desde março a Cultura ficou só com os valores vinculados, que não podem ser mexidos, que é para folha de pagamento, energia, água, entre outros. E isso, por si só justifica todas as parcerias que fizemos, inclusive com os oito artistas que pintaram a obra de mais de 50 metros quadrados na Biblioteca, voluntariamente”, explicou Oséas.

Outra questão enfrentada pela pasta, desde o início deste mandato é o corte de comissionados feito pelo Ministério Público, onde a Cultura acabou sendo uma das secretarias mais afetadas. “Com o corte do MP, assumimos em duas pessoas, onde havia 19 comissionados. Ou seja, hoje, além de responder como secretário, respondo como diretor do Museu, da Biblioteca, do Conservatório etc. Mesmo assim, a agenda cultural de setembro apresenta 10 páginas de atividades”, finaliza o secretário.

Posts Relacionado

Caravana da Coca Cola passará por Salto no dia 11 de dezembro

O Natal vem vindo e, junto com ele, a já tradicional Caravana de Natal Coca-Cola, que marca a contagem regressiva para a tão esperada data. Em Salto, o comboio passará no dia 11 de dezembro, em horário ainda não divulgado pela Sorocaba Refrescos, empresa responsável

Grupo AB Colinas abre processo seletivo para vagas em tecnologia

A AB Concessões, grupo do qual a AB Colinas, concessionária do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, faz parte, abriu processo seletivo para contratação de especialista de cyber security e em governança de TI para trabalhar em nosso escritório em Itu. Para