Operação da Polícia Federal cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Salto

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (2) a Operação “Laços de Sangue”, para o cumprimento de 13 mandados de prisão temporária e 21 mandados de busca e apreensão, relacionados a um inquérito que investiga o contrabando de migrantes de Bangladesh, país que fica no continente asiático, para os Estados Unidos, usando como passagem o Brasil, mediante utilização fraudulenta do instituto humanitário do refúgio.
As ordens judiciais estão sendo cumpridas no estado de São Paulo, nos municípios de Salto, São Paulo e Santos, além de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.
A operação contou com a cooperação da Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations – HSI) da Embaixada dos Estados Unidos, e, graças a essa cooperação policial internacional, foi possível identificar vítimas do grupo investigado que foram presas ao tentarem ingressar ilegalmente em território norte-americano, bem como remessas de valores entre Brasil, Estados Unidos e países das rotas mais comuns do contrabando de migrantes.
A investigação, iniciada a partir de Relatório de Inteligência Financeira do COAF, tem como foco os responsáveis pela solicitação de refúgio antes mesmo do ingresso dos migrantes em território nacional, além dos responsáveis pela logística relacionada ao transporte de Bangladesh para o Brasil, alojamento temporário, regularização da situação migratória e transporte para a fronteira com outros países da rota do contrabando de migrantes.
O nome da operação está relacionado ao vínculo entre os migrantes contrabandeados e seus parentes que permaneceram em Bangladesh e ficam responsáveis por honrar o pagamento devido ao contrabandista. Também remete à prática, por parte de alguns investigados, da simulação de casamentos e uniões estáveis com o objetivo de viabilizar a obtenção de autorização de residência de estrangeiros no Brasil.
Os crimes investigados são os de associação criminosa (art. 288 do Código Penal) e promoção de migração ilegal (art. 232-A, §§ 1º e 2º, II, do Código Penal).
A reportagem do PRIMEIRAFEIRA questionou a Polícia Federal, por meio da assessoria de imprensa, quais foram as ações realizadas em Salto referente aos mandados de busca, apreensão e prisão, mas não fomos respondidos até o encerramento desta edição.

Posts Relacionado

Eventos são adiados em virtude da pandemia

É uma questão de prevenção, dessa forma a medida adotada pela Prefeitura informou o cancelamento do 1º Encontro de Clássicos de Salto, evento que seria realizado no domingo no Pavilhão das Artes e confirmou, também, o adiamento do Salto Beer’s Fest, para os dias 4,

Governo reduz para 7 dias isolamento de pacientes com Covid-19

O Ministério da Saúde decidiu reduzir de dez para sete dias o período recomendado de isolamento para pacientes com Covid-19. Segundo informação publicada pela Agência Brasil, a atualização do guia de vigilância epidemiológica para a Covid-19 do Ministério da Saúde, caso não haja mais sintomas

Vacinação de crianças contra a Covid terá início terça-feira

A Secretaria da Saúde de Salto iniciará a vacinação das crianças contra a Covid-19 nesta terça-feira (18). Inicialmente será contemplado o público de 05 a 11 anos com comorbidades, conforme listagem abaixo. Serão 530 doses disponíveis inicialmente. A divulgação das próximas datas de vacinação será

Vice-prefeito assumirá interinamente mais uma secretaria

Edemilson dos Santos terá trabalho extra nos próximos dias. Isso por que, além da função pelo qual foi eleito, ele já responde, interinamente, pela Secretaria de Governo, desde que o então secretário Francisco José Procópio deixou o cargo, em dezembro do ano passado e, a