Número de empresas abertas na cidade durante pandemia é 41% maior do que as fechadas

Desde o início da pandemia, no mês de março, a cidade de Salto registra um número maior de abertura de empresas do que fechamento. Entre os meses de março e agosto foram abertas 182 empresas na cidade contra 107 que encerraram suas atividades, uma diferença positiva de 41,2%. Os dados foram obtidos pela reportagem do PRIMEIRAFEIRA na Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

No acumulado do ano (entre janeiro e agosto), são 265 empresas abertas em Salto contra 152 que fecharam as portas, o que significa um saldo positivo de 42,6%. O mês de agosto foi o que registrou o maior número de empresas abertas: 58. Já os meses de julho e agosto registraram os maiores fechamentos: 29 cada.

De acordo com a Jucesp, os números registrados nos primeiros oito meses deste ano, quanto à abertura total de estabelecimentos, é menor que o observado no mesmo período de 2019. Apesar disso, o resultado deve ser interpretado com cautela, pois os dados referentes ao momento mais crítico da quarentena, ou seja, entre março e abril, indicam uma queda maior (13,6%) no número de aberturas de empresas em comparação com o ano passado.

Em 2019, entre os meses de janeiro e agosto foram abertas 307 empresas em Salto. No mesmo período houve o fechamento de 207 empresas.

Crise

A crise provocada pela pandemia expôs também a dificuldade dos pequenos e médios negócios em manter em dia suas responsabilidades com aluguéis, salários e fornecedores. Sem faturamento, esses empresários não possuem condições mínimas de funcionamento. O resultado reflete-se em menor propensão a empreender, principalmente nos setores de comércio e serviços, os mais atingidos.

A análise revela ainda que durante o pico da pandemia, entre março e maio, Salto teve saldo positivo de 25 empresas abertas, resultado decorrente de 58 aberturas e 33 encerramentos.

Posts Relacionado

Memórias…

Ao longo de quase cinco anos que estou escrevendo textos aqui no “dedinho de prosa”, já publiquei muitos sobre biografias de pessoas baseadas em memórias, jornais ou outras documentações que serviram de inspiração e fonte histórica para narrar a vida de artistas, políticos, entre outros

Qual a perspectiva econômica para o último trimestre de 2021?

A pandemia da Covid transformou os anos de 2020 e 2021 em verdadeiros desafios para todos os brasileiros, nesse momento a vacinação vem avançando, as infecções e óbitos vem recuando gradativamente e aos poucos estamos conseguindo retornar para o mais próximo possível de uma rotina

Indaiatuba sedia 2ª edição de Encontro Musical

Para expandir as possibilidades de acesso ao conhecimento musical e ampliar o contato com esta arte, a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba, realiza o 2º EMIn (Encontro Musical de Indaiatuba), entre os dias 29 de outubro e 2 de