Novas casas do CDHU: governo Geraldo Garcia apresentou áreas com restrições de uso

No dia 26 de junho de 2020, o então prefeito de Salto, Geraldo Garcia, anunciou a assinatura de um convênio com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo) para a construção de 100 novas moradias na cidade. Quase um ano depois, o projeto não saiu do papel. Nesta semana, a reportagem do PRIMEIRAFEIRA entrou em contato com assessoria de imprensa da CDHU, sendo informada que a situação permanece parada desde o final do ano, pois as áreas apresentadas pela antiga administração apresentaram restrições de uso.

Após levantamento, o PRIMEIRAFEIRA descobriu que as duas áreas que a Prefeitura disponibilizou para a CDHU estavam localizadas no Parque Lagunas, mas foram bloqueadas pelo Ministério Público, pois se tratavam de áreas institucionais.

De acordo com a CDHU para que o projeto possa dar andamento, é preciso que a Prefeitura indique outro local. “As duas áreas institucionais oferecidas pela Prefeitura Municipal de Salto apresentaram restrições de uso. Dessa forma, a companhia aguarda a indicação de outra área”, enfatizou a assessoria de imprensa.

Em contato com a Prefeitura de Salto, o PRIMEIRAFEIRA foi informado que nesta quarta-feira (14) a atual gestão teve o primeiro contato com representantes da CDHU para tentar solucionar a questão. “A atual gestão está retomando esse processo, a fim de viabilizar a construção das 100 casas populares, mediante diálogo e encontros com representantes da CDHU, como o ocorrido no dia de hoje (quarta-feira), que contou com a presença do diretor regional da Companhia de, Alexandre Neves, e a participação do prefeito Laerte Sonsin, do vice Edemilson Santos, do secretário de Governo, Francisco José Procópio, e do chefe de gabinete da secretaria de Desenvolvimento Urbano, Amarildo Josimar Ferreira”, destacou o Poder Executivo.

Posts Relacionado

Ettore Liberalesso e os Lugares da Memória – Parte IV

Na quarta e última parte do livro “Lugares da Memória”, também este sendo a última parte do texto sobre o material, organizamos com o tema “Histórias de pessoas públicas com as quais convivi e aprendi”. A parte mencionada vem antes do epílogo, um belo poema

Você conhece o Maio Roxo?

O Maio Roxo é o mês dedicado ao diagnóstico precoce e qualidade de vida das doenças inflamatórias intestinais (DII). Apesar de existirem vários tipos os mais comuns da doença são: Doença de Crohn e Reticolite Ulcerativa. No Brasil, o número de casos dessas doenças tem