Médicos alegam falta de pagamento e ameaçam paralisar atendimentos no Hospital Municipal

Mais uma vez o grupo de trabalhadores do Hospital Municipal reclama dos atrasos e não pagamento dos salários pelas gestões que passaram pela entidade ao longo desse ano. Após cobrarem do IBDAH e, segundo informações divulgadas por vereadores, alguns ainda não terem recebido o que lhes é de direito, agora o alvo das reclamações é a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco, entidade que administrou o Hospital Municipal no período compreendido entre 8 de abril e 5 de outubro, que não teria pago a rescisão trabalhista de diversos profissionais.
Nesta semana, os médicos do corpo clínico do Hospital divulgaram um comunicado no qual ameaçam paralisar o atendimento dos paciente com quadro clínico não urgente, a partir da próxima segunda-feira (1º), justamente pela falta de pagamento. “Informamos que não recebemos os meses de março, parte de abril, setembro e corremos o risco de também não receber outubro. Diante da responsabilidade que assumimos de não deixar a população de Salto desatendida, atenderemos apenas os casos de urgência e emergência até que nossos pagamentos sejam recebidos”, destaca a nota.
A Prefeitura, por meio de um informativo em suas mídias sociais, disse estar tomando as medidas jurídicas cabíveis, inclusive passando toda a situação ao Sindicato que representa a categoria, uma vez que não procede a informação que o município deixou de repassar os valores para a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco.
Na última quarta-feira (27), a Secretaria Municipal de Saúde teria se reunido com representantes da a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco que se comprometeu a entrar em contato com os trabalhadores do Hospital Municipal e com o Sindicato da Categoria com o intuito de apresentar uma proposta de acerto das verbas rescisórias. Quanto às dividas médicas e demais fornecedores, a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco também se comprometeu de realizar uma negociação para o acerto. “A Prefeitura de Salto reitera que sempre fez os pagamentos para a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco rigorosamente em dia, sem pendências”, completou o Executivo
Nesta quarta-feira, a nova Organização Social (Beneficência Hospitalar de Cesário Lange), responsável pela atual gestão do Hospital, se manifestou, através de um comunicado, deixando claro que a população de Salto não ficará sem atendimento. Inclusive um documento foi assinado pela diretoria médica, diretoria clínica, coordenadores médicos e a administradora do Hospital, reiterando o compromisso de atendimento ao público”, alegou o Executivo.

Posts Relacionado

Inscrições para mostra de presépios vivos estão abertas

Estão abertas as inscrições para a Mostra de Presépios Vivos, promovidas pela Secretaria de Cultura. Os interessados têm até o dia 6 de dezembro para se inscreverem. Basta ir até a sede da Secretaria da Cultura, situada à Praça Antônio Vieira Tavares, 20, no Centro,