Mais de 2 mil famílias em Salto vivem em situação de extrema pobreza

Em resposta a um requerimento do vereador Antonio Cordeiro, o prefeito Laerte Sonsin, informou que a cidade de Salto possui 2.012 famílias que vivem com uma renda per capita de até R$ 89,00, considerada situação de extrema pobreza.

Destas, a maior parcela (859 famílias), vivem no Jardim Santa Cruz. O Jardim Saltense é o segundo bairro com mais pessoas vivendo nessa situação (são 475). Ao todo são 2.534 famílias que recebem mensalmente o benefício do Programa Bolsa Família.

O chefe do Executivo saltense explicou a situação e falou sobre ações que estão sendo tomadas para minimizar a vulnerabilidade desses cidadãos. “Precisa-se compreender que pobreza é um problema multidimensional e que envolve diversas áreas de políticas públicas para enfrentá-la. O combate à pobreza pressupõe o combate ao racismo e às desigualdades, dos avanços na área de saúde e de assistência social, o crescimento da taxa de cobertura da previdência social, maior integração entre as políticas de desenvolvimento e de mercado de trabalho, a implementação de uma efetiva política de desenvolvimento urbano e a contínua melhoria da qualidade do ensino, mas não nos eximimos que fazer a nossa parte como responsabilidade pública que temos. A Secretaria de Ação Social e Cidadania tem prevista, a construção de um Centro de Referência de Assistência Social – CRAS no Jardim Marília e a reformulação para maior efetividade do Programa de Aluguel Social, para atendimento, em caráter de urgência, de famílias sem moradia e vulnerabilidade social, conforme Decreto Municipal nº 60/2016. Ainda, tem prevista a articulação constante com as Organizações da Sociedade Civil”.

Laerte ainda falou que a Secretaria de Ação Social tem feito entregas mensais de cestas básicas à população. “No mês de fevereiro, a governo de Estado efetuou a oferta de 1.332 cestas básicas, o que foi aceito prontamente e operacionalizando a entrega às famílias, conforme lista cedida pelo governo Estadual. “Sobre a demanda fome, analisando de forma intersetorial, tem nesse momento o apoio das cestas básicas entregues pelas escolas municipais, o que sem dúvida é uma ação importante. As famílias que possuem crianças matriculadas na rede municipal de ensino, estão sendo atendidas de forma emergencial”, completou o prefeito.

Posts Relacionado

Cidadão pode fazer sugestões de investimentos ao Governo do Estado

Já está disponível no site www.audienciasdoorcamento.sp.gov.br o acesso ao cidadão para formular sugestões na Audiência Pública Eletrônica para elaboração da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do próximo ano. A participação segue até domingo (11), apenas pelo meio eletrônico por causa da pandemia do Covid-19. A