Isolamento social em Salto cai mais de 6% na primeira quinzena de maio

Conforme o PRIMEIRAFEIRA já havia divulgado em sua última edição, o índice de isolamento social na cidade de Salto vem diminuindo significativamente com o passar dos dias. Os números divulgados pelo governo do Estado entre os dias 1º e 13 de maio são cerca de 6% menores do que os registrados no mesmo período de abril.

De acordo com o Simi, nos primeiros 13 dias de abril, a taxa de isolamento social em Salto foi de 54%. Já em maio, entre os dias (1º e 13), esse índice caiu para 48%. No último dia 7, a cidade registrou o índice mais baixo para um único dia: 40%. E nos últimos 10 dias (entre 4 e 13) em apenas um (dia 10 – domingo) o isolamento atingiu 50% (que seria o limite aceitável pelo governo estadual).

No mês de abril, o isolamento social em Salto foi de 52,1%. Na comparação com os municípios vizinhos, o índice superou Itu, que no mesmo período registrou 50,9% e ficou abaixo de Indaiatuba, que teve 53,5%.

Indaiatuba na contramão

Apesar das autoridades enfatizarem a todo momento que o isolamento social é um dos principais pontos para reduzir a proliferação do novo coronavírus (Covid-19), a cidade de Indaiatuba mostra, ao menos aqui na região, que a situação é contrária. O município vem se mantendo na casa dos 50%, índice considerado satisfatório pelo Governo do Estado de São Paulo, mas por outro lado, a cidade não para de ver os casos da doença aumentarem, assim como registra o maior número de óbitos na região.

Indaiatuba registra 107 casos positivos de Covid-19 com 11 mortes. Nos últimos sete dias (entre os dias 8 e 14 de maio) foram 36 novos casos registrados. No mesmo período viu saltar de 8 para 11 o número de óbitos por Covid-19 no município.

Nesta quinta-feira (14), o município confirmou que a taxa de ocupação dos leitos do SUS já ultrapassam 60%.

Avatar

Caio Vinícius Dellagiustina

Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *