Estudantes saltenses são finalistas em concurso da TV Tem

Com a finalidade de discutir temas importantes como a preservação do meio ambiente, fome, saúde, educação e igualdade social, a TV Tem está promovendo o concurso “SE LIGA AÍ DIGITAL 2020. Atitude no Presente. Foco no Futuro”. Entre os finalistas da Região de Sorocaba, na categoria “Grupo Menor de Idade”, estão os alunos saltenses Cauã Menochelli (17 anos), Yan Ribeiro Alves (16 anos), Ivan Rodrigo Valini Filho (16 anos) e Rafael Ferro Machado(16 anos), todos alunos do 2º Ano do Ensino Médio da Escola Sagrada Família.

O concurso está na fase de votação pelo público que irá definir o ganhador de cada categoria. Quem quiser votar nos alunos de Salto, tem até às 18h do próximo dia 14 de outubro. A pessoa pode votar quantas vezes quiser e não é preciso fornecer nenhum dado pessoal.

O grupo saltense produziu o vídeo “Uma notícia, infelizmente, comum”, cujo tema foi a desigualdade de gênero. Ao PRIMEIRAFEIRA, os alunos explicaram como surgiu a idade de produzir o vídeo. “Estávamos pensando em fazer um vídeo mais sério, porém, quando conversando com um dos nossos orientadores, surgiu a ideia de fazer algo mais puxado para o humor. Como iríamos apresentar um vídeo, tínhamos como mostrar a proposta, só faltava o começo, foi aí que tivemos a ideia de fazer um noticiário, anunciando o que ia acontecer no vídeo todo”, explica Cauã.

A decisão de participar do concurso surgiu durante uma aula on-line. “Soubemos em uma aula de Redação, onde nosso professor comentou sobre o concurso. Nisso, discutimos após a aula sobre participar e sobre quem iria nos auxiliar”, justifica Rafael.

Os estudantes explicaram as dificuldades encontradas para produzir o vídeo, sem deixar de lado a precaução em relação à pandemia. “A maior dificuldade foi ter que se reunir de forma com que não prejudicasse ninguém por causa da pandemia. Além disso, o fato de não termos meninas no grupo e estarmos falando sobre desigualdade de gênero foi um desafio e tanto, mas foi por causa disso que veio a ideia de nos vestirmos de mulher e abraçar a causa, com a mesma garra, porém de uma forma cômica”, ressalta Yan.

A escolha do tema foi baseada em aprendizado na sala de aula. “A escolha foi algo bem simples, temos visto esse tema de igualdade desde o ano passado na escola, e nesse ano vimos ainda mais, seja na aula de sociologia como na de literatura, e junto a isso veio os debates que tínhamos na escola durante as aulas, onde ouvimos diferentes opiniões sobre o assunto que nos deram mais bagagem ainda para falar sobre o tema. Então, na hora de chegarmos em um consenso sobre o tema, não pensamos duas vezes em escolher a igualdade entre gêneros”, ressalta Ivan.

Avatar

Caio Vinícius Dellagiustina

Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *