Doença causou uma morte a cada 3 dias, atingiu mais de 4 mil e lotou UTI por 19 dias

Um levantamento feito pelo PRIMEIRAFEIRA, com dados divulgados pela Prefeitura de Salto e Vigilância Epidemiológica, apresenta como a Covid-19, doença que assola todo o mundo desde março, atingiu a cidade de Salto. Em 273 dias desde o primeiro caso confirmado, em 3 de abril, foram 4.402 casos confirmados, o que representa mais de 16 casos diários, e 87 mortes, uma a cada três dias na cidade.

O mês com o maior número de casos foi agosto, quando foram registrados 1.069 casos (média de 34 casos diários). Desde então, os números apresentavam queda, até dezembro, quando, até o dia 30 (data de divulgação do último boletim epidemiológico), foram 703 casos confirmados (média de 23,4 casos por dia) tornando-se o segundo mês com mais pacientes que testaram positivo para a doença. A média diária de casos, desde o início da pandemia é de pouco mais de 16 por dia.

O recorde de casos em um período de 24 horas aconteceu em 21 de agosto, quando foram confirmados 111 pacientes testados positivos para a doença. Esse, aliás, foi o único dia em que a cidade ultrapassou os cem casos diários.

As mulheres são as que mais se contaminaram com a Covid-19. 53% dos casos foram em pacientes do sexo feminino, enquanto a idade com maior taxa de contaminação é de adultos entre 31 e 40 anos, independentemente do sexo. Já em relação às vítimas fatais, as maiores vítimas são homens, especialmente entre 71 e 80 anos.

UTI teve ocupação máxima em 19 dias

Desde o início da divulgação dos dados de ocupação dos leitos de UTI Covid e Internação Clínica do Hospital Municipal, em 7 de julho, em pelo menos 19 dias a UTI teve 100% de ocupação (6 pacientes). Um desses dias foi justamente o dia 30 de dezembro, data do boletim epidemiológico mais recente. Esse número pode ser ainda maior uma vez que a Secretaria de Saúde não divulga os dados aos finais de semana. Dos 121 boletins epidemiológicos divulgados desde a referida data, em apenas 4 a UTI ficou totalmente vazia.

Nações e Santa Cruz são os bairros com mais casos

Oficialmente a cidade possui 188 bairros registrados, conforme informação da Prefeitura. Destes, em 115 foram confirmados casos de Covid-19. Os bairros mais afetados são o Jardim das Nações (354 casos) e o Jardim Santa Cruz (332), que concentram 15% dos casos de Covid em Salto. Eles também concentram o maior número de mortes. São 10 óbitos por Covid-19 no Santa Cruz e outros 7 no Nações.

Entre os bairros mais afetados ainda temos: São Pedro e São Paulo (173 casos e 2 mortes); Salto de São José (157 casos e 3 mortes); Jd. Planalto (132 casos e 6 mortes); Jd. Marília (131 casos e 1 morte); Bom Retiro (127 casos e 1 morte); Jd. Saltense (126 casos e 4 mortes); Centro (110 casos e 2 mortes); São João (98 casos e 1 morte); Rondon (96 casos e 2 mortes).

Um em cada 26 habitantes tiveram Covid-19 em Salto

Comparado com os municípios da região, Salto tem uma das menores taxas de contágio por habitante. Com uma população estimada em 118.663 habitantes e 4.402 casos, significa que, aproximadamente 1 em cada 26 cidadãos contraíram a doença. O dado faz com que Salto fique atrás apenas de Itu, que possui uma taxa de 1 contaminado a cada 32 habitantes. Porto Feliz é a cidade com maior taxa de contágio. 1 em cada 19 habitantes foram contaminados com o coronavírus.

Os dados são referentes aos últimos boletins epidemiológicos divulgado pelas respectivas prefeituras. Em Itu, Indaiatuba e Cabreúva, os boletins foram publicados no dia 29 de dezembro. Já em Porto Feliz, o último boletim epidemiológico divulgado foi em 18 de dezembro.