Devolução dos créditos da Zona Azul deverá ocorrer apenas após processo administrativo

Os motoristas de Salto ainda terão de esperar algum tempo até reaverem os valores investidos no aplicativo de cobrança do estacionamento rotativo com a empresa DAC Transportes, cuja qual teve o contrato rescindido com a Prefeitura de Salto no início do mês.

Em resposta a um requerimento do vereador Márcio Conrado, a Prefeitura afirmou que o a empresa protocolou um recurso sobre a decisão da extinção do vínculo, o que deve retardar a rescisão e, consequentemente a devolução dos valores. Somente após o término do processo é que a empresa será obrigada a ressarcir os motoristas. “A empresa DAC Serviço de Estacionamento protocolou recurso em face da decisão de extinção do vínculo contratual, portanto tal ato está sob análise da administração. Posto isso, havendo o término do processo, se consolidada a rescisão, a empresa é a exclusiva responsável pela devolução do valor dos usuários, a qual deverá apresentar a forma em que será executada, o que será acompanhado pelo Poder Público Municipal”, explicou a Administração Municipal.

Posts Relacionado

Vereador que instituir Hip Hop como Patrimônio Imaterial do Município

O vereador Michel Oliveira, que substitui o vereador licenciado, Antonio Cordeiro, apresentou um Projeto de Lei que declara como Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Município de Salto a cultura Hip-Hop. A proposta tornaria o Poder Público Municipal o responsável pelo desenvolvimento, fortalecimento e visibilidade

Nova fase de flexibilização começa a valer no domingo

A partir deste domingo (1º de agosto) o Estado de São Paulo entra em uma nova fase de flexibilização para o comércio e o funcionamento das atividades econômicas em geral. A fase de transição seguirá até o dia 16 de agosto, com a atual taxa