CONVÊNIO DA PREFEITURA INVESTIGADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO TEVE APROVAÇÃO DA CÂMARA

Ministério Público e Tribunal de Contas investigam o convênio feito na gestão do ex-prefeito Juvenil Cirelli, para a concessão do Cartão do Servidor, junto à Acias. Em sua defesa, Juvenil lembrou que a Câmara aprovou a Lei de criação do cartão e também o convênio com a Associação Comercial.

O Tribunal de Contas investiga ainda outro convênio firmado durante a gestão do ex-prefeito, dessa vez com uma empresa que realizou a locação de máquinas para a Secretaria de Obras. Juvenil alegou que não foi notificado desse processo pela Justiça. Segundo o vereador Edemilson, em sua fala durante a sessão de Câmara, os ex-secretários Paulo Takeyama e Osvaldo de Sousa Júnior, também participaram do contrato e devem responder judicialmente.

Os dois processos, juntos, somam quase R$ 10 milhões que teriam de ser devolvidos aos cofres públicos pelos envolvidos.

A reportagem completa você confere na edição desta semana do PRIMEIRAFEIRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *