Coluna “O 4º Poder”

Confira as principais notícias da coluna “O 4º Poder” publicadas em 08/04/16.

Corrupção devastou ambições globais do Brasil, diz ‘NYT’

Jornal americano publicou na segunda (4) reportagem sobre a crise política nacional

O jornal americano “The New York Times”, ‘um dos mais prestigiados do mundo’, traz como destaque em sua capa de segunda-feira (4) uma reportagem que busca explicar os elos entre a corrupção e a atual crise política brasileira.

A presidente Dilma Rousseff está na maior imagem da capa do diário, que também traz fotos do ex-presid… Lula, do senador Delcídio do Amaral, do juiz Sergio Moro e de um protesto contra o governo.

O destaque para a reportagem sobre a crise brasileira é maior do que, por exemplo, a matéria sobre a indicação de um juiz à Suprema Corte americana ou à reportagem sobre a campanha do presidenciável Bernie Sanders, do Partido Democrata.

A reportagem do jornal americano entrevista o senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), preso pela Polícia Federal em 2015na Operação Lava Jato. Ao “NYT” Delcídio afirma que se sentiu como “batendo em um muro após uma perseguição em alta velocidade”.

O jornal aponta o escândalo na Petrobras como um dos mais extensos num país em desenvolvimento, afirmando ainda que ele, ao lado da crise econômica, “devastou as ambições globais” do Brasil (vergonha global)

Entre os políticos citados como alvos de acusações de Delcídio na delação premiada, estão o ex-presid… Lula, além do vice-presidente Michel Temer e do líder da oposição Aécio Neves (PSDB-MG) e da presidente Dilma Rousseff. Segundo Delcídio, ela (Dilma) o teria instruído a ‘sabotar uma investigação’ sobre a Petrobras, ‘convencendo’ juízes influentes a libertar empreiteiros acusados de corrupção.

O “NYT” relata em detalhes o encontro entre Delcídio e Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. O encontro, em que o senador articula uma fuga de Nestor do país, foi gravado por Bernardo, e acabou resultando na prisão de Delcídio, que ao jornal americano afirma não ser corrupto!

 

Pedido de impeachment é ‘golpe’ e ‘nulo’, diz Cardozo

É muita ‘cara de pau’! SAE

Na Câmara, advogado-geral da União nega que Dilma tenha cometido crime “grave”!

“Que bom, não”! SAE

 

IMPEACHMENT EM DISCUSSÃO

Governo Dilma apresenta defesa à Câmara

 

AS ACUSAÇÕES

Segundo a argumentação dos juristas Hélio Bicudo, Janaina Paschoal e Miguel Reale Jr.

 

Administração

Presidente atentou contra a probidade da administração ao ser omissa nos casos de corrupção da Petrobras, já que os envolvidos eram pessoas próximas a ela

 

Pedaladas fiscais

Dilma atentou contra a lei orçamentária ao atrasar repasses a bancos públicos responsáveis pelo pagamento de programas sociais

 

Aumento do crédito

Presidente atentou contra a lei orçamentária ao editar decretos aumentando gastos sem autorização do Congresso, mesmo sabendo que a meta fiscal não seria cumprida! Sacanagem! SAE

 

O QUE DIZ O GOVERNO

Principais pontos apresentados pelo ministro Cardozo, da AGU

 

Desvio de finalidade

O recebimento do pedido foi uma retaliação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao PT, que votou pela abertura de processo contra ele na Comissão de Ética

 

Crimes de responsabilidade

Para Cardozo, nem as pedaladas nem os decretos que aumentaram os gastos configuram crime de responsabilidade

 

Pedaladas: Atrasos são comuns em governos e não representam empréstimos da União, o que feriria a lei. Dilma também não agiu de má-fé (que bom, não) SAE

 

Não é bem assim: O governo só revelou inteiramente o rombo em suas contas, maquiadas pelas pedaladas, após a reeleição da presidente

 

Decretos: Liberação de crédito suplementar teve amparo legal, apoiada em avaliações técnicas e de equipe jurídica da AGU. Além disso, a revisão não alterou a meta fiscal (pedalada!?)

 

Não é bem assim: Apesar do respaldo técnico, as alterações não haviam sido aprovadas pelo Congresso

 

As explosões nervosas de Dilma I “a louca”!

 

“A presidente!”

Em surtos de descontrole emocional diante da iminência de perder o poder, ‘a presidente’ Dilma I (“a louca”) quebra móveis no Palácio, grita com subordinados, xinga autoridades e ataca poderes constituídos

 

Hora da “tolerância” no Planalto!

‘A presidente’ Dilma I “a louca”, transformou o Palácio do Planalto numa “casa de tolerância (zona)”. Fatiou seu governo, fez liquidação de cargos, fez queima total das verbas (já às mínguas) e um ‘troca-troca’ descarado, ‘à plena luz do dia’ com parlamentares de ‘partidos nanicos’ da pior espécie. Ali, quem topar ficar com ela nesse “abraço de afogados” – e lhe dar o apoio para que siga com uma gestão temerária (sem temer) – leva o que quiser. Paga-se bem! Com o “nosso” dinheiro. Serão quase 600 vagas na esfera pública e R$ 50 bilhões (é mole?) SAE

 

Independentemente do foro

A situação do Lula está judicialmente “muito complicada”. Foi o que o ministro Teori Zavascki, confidenciou. Não só por conta do tríplex do Guarujá e do sítio em Atibaia. Mas também porque os investigadores estão puxando o fio da meada nas contratações de palestras de Lula por meio da L.I.L.S.. Em outra frente, Rodrigo Janot; pelos impropérios flagrados em grampo.

 

Moro e a Lei

Zavascki estuda enviar uma representação contra (?) o juiz Sergio Moro por excessos na Lava Jato. São 14 queixas contra a conduta de Moro: 12 reclamações disciplinares e 2 pedidos de providência. Mas o CNJ devolveu 6 pedidos estabelecendo novo prazo.

 

“Faixa presidencial”!?

Apesar de remota a chance de Moro ser afastado da magistratura, políticos de Brasília calculam que, ele sairá para o Palácio do Planalto. “Com Moro sem foro”! SAE

 

“Nem Dilma, nem Temer, nem Cunha, nem Renan. Há a necessidade de novas eleições” SAE

 

Os alvos do destempero

A descompostura da presidente “louca” não escolhe vítima. Sobra para todo mundo

 

“Quem esse guri pensa que é? Um dia ele ainda vai pagar pelo que vem fazendo”

Dilma, na semana passada, sobre o juiz Sérgio Moro

 

“Cale sua boca. Você não entende disso. Só fala merda (besteira)”

Dilma à Maria do Rosário, depois de divergirem sobre a Comissão da Verdade

 

“Você está maluco? Vá se foder! É a presidente que está aqui (no avião). O que está acontecendo?”

Esbravejou ‘a presidente’ depois de enfrentar uma turbulência a bordo do avião presidencial. O alvo foi o piloto

 

“Você não percebeu que não posso atrasar, seu merda! Ande logo com isso senão está no olho da rua”

Vociferou ‘a presidente’ contra o motorista do veículo da Presidência

 

“Se na primeira coletiva você já disse merda, imagine nas próximas”

Dilma a Ideli Salvatti, quando a petista assumiu as Relações Institucionais

 

“Guri, você não faz nada direito”

Dilma a Anderson Dornelles, ex-assessor especial

É bem verdade que Dilma nunca se caracterizou por ser uma pessoa lhana (amável) no trato com os subordinados. Mas não precisa ser psicanalista para perceber que, nas últimas semanas, ‘a presidente’ desmantelou-se emocionalmente.

No caderno, mais de 80 casos ocorridos entre 2010 e 2016. Entre eles, há o de um motorista que largou o automóvel presidencial no meio da Esplanada dos Ministérios (gostei), depois de ter sido ofendido compulsivamente pela presidente e ameaçado de demissão por causa de um atraso. “Você não percebeu que não posso atrasar, seu merda. Ande logo com isso senão está no olho da rua”, atacou Dilma. Consta também, três pedidos de demissão de Anderson Dornelles, que deixou o Planalto no último mês

 

Cada vez mais só

Dilma precisou convocar a platéia! Nenhum governador apareceu e apenas 8 dos 300 prefeitos convidados foram ao evento do Minha Casa, Minha Vida

 

A volta da tática do terror

Durante a campanha eleitoral, ‘a presidente’ Dilma I (a louca) pagou para seus marqueteiros desenvolverem e disseminarem o nocivo “discurso do medo”. Espalhou o pavor entre os brasileiros mais carentes dizendo que, se Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (na época no PSB) ganhassem a eleição, os programas sociais estariam em risco.

‘A presidente’ disse que está se vendo no País um verdadeiro “nazismo”, sem lembrar que o discurso do “nós contra eles” fora cultivado por sua equipe. O ministro Edinho Silva!

 

As diabruras de “Maria I, A Louca”

Não é exclusividade de nosso tempo. No século 18, o renomado psiquiatra britânico Francis Willis se especializou no acompanhamento de imperadores e mandatários que perderam o controle mental em momentos de crise política, chegando a desenvolver um método terapêutico composto por “remédios evacuantes” para tratar desses casos. Sua fórmula, no entanto, pouco resultado obteve com a paciente Maria Francisca Isabel Josefa Antonia Gertrudes Rita Joana de Bragança, que a história registra como “Maria I, a Louca”. Foi a primeira mulher a sentar-se no trono de Portugal e, por decorrência geopolítica, a primeira rainha do Brasil. O psiquiatra observou que os sintomas de sandice e de negação da realidade manifestados por Maria I, se agravaram na medida em que ela era colocada sob forte pressão. Quanto mais pressão, mais a sua consciência se escurecia, até que finalmente foi “impedida de qualquer ato na Corte”.

Em desespero para impedir a oposição de alcançar os 342 votos necessários para apeá-la do poder, ‘a presidente’ Dilma Rousseff transformou corredores e gabinetes da Câmara dos Deputados e do Palácio do Planalto, em verdadeiros ‘balcões de negócios’. A exatos 6,5 quilômetros do Congresso, o ex-presid… Luiz Inácio Lula da Silva, também participa da articulação e, seu quarto de hotel fora convertido em sala de negociações, por onde passam, a todo momento, ministros e lideranças partidárias. No vale-tudo para escapar do impeachment, ‘a presidente’ e antecessor, sem qualquer pudor, entregam tudo para quem se dispor a ajudá-los a permanecer no poder.

O governo tem negociado até o que não tem.

A cadela e o cão sarnentos, não querem largar o osso! SAE

 

A hora da Xepa

O que Dona Xepa Rousseff oferece aos partidos e respectivos parlamentares? em troca da improvável salvação

 

Emendas Parlamentares

O Planalto negocia valores para a liberação de emendas parlamentares aos deputados que votarem com o governo ou que se abstiverem e diminuírem o quórum da oposição. Estariam sendo oferecidos até R$ 1 milhão por voto favorável e R$ 400 mil por ausência na votação. No total, seriam R$ 50 bilhões, quase duas CPMFs

 

As duas caras do Lula

Ex-presid… petista mostra incoerência entre o discurso e a prática

O ex-presid… Luiz Inácio Lula da Silva é figura recorrente na incoerência petista. Em 2014, ele defendeu a presidente Dilma Rousseff, alvo de vaias durante a abertura da Copa do Mundo, em São Paulo. Lula chamou os manifestantes de “moleques”, depois de dizer que eles faltaram com respeito a sua sucessora. Os grampos da Operação Lava Jato revelaram uma outra postura do ex-presid… ao fazer troça. Numa ligação telefônica com o aliado Jaques Wagner, com o fato de a ex-petista e senadora, Marta Suplicy, hoje no PMDB, ter sido vaiada e xingada durante ato pró-impeachment na capital paulista. “A Marta teve que se trancar na Fiesp ( prédio da Federação das Indústrias de São Paulo na Avenida Paulista). Foi chamada de puta, vagabunda, vira-casaca”, disse Lula. Ao que Wagner responde: “É bom pra ela aprender.”

 

Com as prisões do empresário Ronan Maria Pinto e do ex-secretário do PT Sílvio Pereira, a PF se aproxima de um homicídio que assombra o PT

 

A Lava Jato chega ao cadáver de Celso Daniel!!!

Chi!!!…e agora Lula? Hein? Hein? SAE

A história deu voltas – e no mar de lama do PT, ‘do presente’, acaba de desaguar o mar de lama do PT, ‘do passado’. A 27ª etapa da Lava Jato, batizada de “Carbono 14”, chegou ao ‘cadáver’ de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André, ‘sequestrado e assassinado’ em 2002. O motivo de sua morte foi a ‘insistência’ em denunciar o esquema de corrupção que envolvia gatunagem montada e explorada pelo empresário Ronan Maria Pinto, preso sexta-feira. O outro é Sílvio Pereira, ex-secretário-geral do PT, que já foi solto!, condenado no escândalo do “mensalão” (o famoso Silvinho da Land Rover). A “Carbono 14” também conduziu ‘coercitivamente’ (na marra!) para prestarem depoimentos à PF o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares (personagem central do “Mensalão”) e o jornalista Breno Altman, responsável pela apresentação de Sílvio Pereira a Ronan. Essa apresentação é a ‘célula-mãe’ que poderá definitivamente trazer ao País a verdade sobre Celso Daniel!

 

“Exacerbação de individualidades” pode afetar STF

A decisão de Marco Aurélio explicita a total falta de cerimônia com que alguns ministros do Supremo decidem, monocraticamente, questões de enorme repercussão política. ‘Exacerbação de individualidades’, pode colocar em risco a autoridade do STF.

 

Governo pressionado!

O advogado-geral da União me convenceu de que devemos desculpas a Collor, já que, segundo os argumentos que utilizou para defender a presidente Dilma, o ex-presidente foi injustiçado, pois não cometeu nenhum atentado à Constituição. Tanto isso é verdade que ele (Collor) foi absolvido pelo STF!!!

Ou tô errado?

Quem acredita que o processo de impeachment ocorre em nome da “ética e da moralidade” ou está mentindo para si mesmo, ou é muito burro! Acreditar num processo conduzido por Eduardo Cunha, e com apoio do PMDB (incluindo o vice Temer), só se for piada. O PMDB é uma agremiação fisiológica (vinde a mim), que apoiava e ajudava a aprovar os atos governamentais que hoje ‘oportunamente’ condena.

Rogamos que Dilma liberte nosso país “do seu governo ditatorial, voluntarioso, egocêntrico” e, que há muito perdeu qualquer resquício de governabilidade e decência.

Por que Dilma não renuncia? Simples. O PT e Lula sabem que este governo já não existe e, é só uma questão de tempo para cair. Se for pelo impedimento, terão nas mãos a bandeira do “golpe” e vão para a oposição comandando greves e bagunçando o governo do presidente Temer (?) e fazendo de tudo para atrapalhá-lo e chegar a 2018 como “os que foram tirados à força por um golpe”. É o suspiro para não desaparecer a legenda e “tentar levar o ex-presid… ao Planalto”.

 

 “Novas eleições”…

…seria uma medida ideal se concretizada de forma imediata. O país está paralisado e exige uma ação urgente. Quem defende nova eleição não está atento para o fato de que o país já está na UTI e que necessita de tratamento emergencial. Após a saída dessa aí! presidente mentirosa e incompetente, será importante propor nova eleição e também a reforma política.

O melhor caminho é (convocar) um plebiscito e novas eleições. Ninguém renuncia, não haveria impeachment e a vontade do povo seria respeitada. Novas eleições resolveriam nosso problema de falta de governança e governabilidade. (numa ‘nice’!)

 

“Não será um golpe. Existem muitas provas”, será uma reprimenda, ‘um castigo’! (Gostei!) – SAE –

Uma das autoras do pedido de impeachment, Janaína; desmonta as teses apresentadas pelo governo e pelo PT, dizendo que, pedalada fiscal é “um crime grave”, ligado ao desvio de dinheiro público

 

Posts Relacionado

Tijolos / Coleção / Fontes Históricas – Parte II

Continuação… Inicio com um dos preferidos da coleção, o F.F.B. Trata-se de um tijolo que almejava há algum tempo e via muitos dele no Museu de Salto. A sigla é a abreviação de Francisco Fernando de Barros, mais conhecido como Barros Jr. Ele veio parar

Marcando um encontro consigo mesmo

Você que começou a ler esse texto, peço licença para falar com seu lado mais íntimo, onde ninguém consegue entrar a não ser que você permita. Obrigada. Ter alguém tão perto de nossos pensamentos, principalmente daqueles mais sombrios ou tão perto dos nossos sentimentos, que normalmente