Casos de dengue em 2020 já superam os anos de 2017 e 2018 somados

Um levantamento feito pelo PRIMEIRAFEIRA, com dados da Vigilância Epidemiológica, mostra que a Dengue já contaminou 82 pessoas na cidade de Salto, entre janeiro e agosto. O número equivale a cerca de 37% do registrado em todo o ano de 2019, quando 216 casos foram confirmados, mas é amplamente superior ao registrado nos dois anos anteriores. Em 2017, foram 11 casos e, em 2018, 18 casos da doença.

Das 82 pessoas infectadas pelo mosquito Aedes Aegypti, 66 delas se contaminaram na própria cidade e 16 foram casos importados. A Vigilância Epidemiológica não informou em quais bairros foram registrados os casos. Desde 2017 a Prefeitura não registrou nenhuma morte pela dengue.

Segundo a Secretaria de Saúde, a situação da dengue é considerada preocupante, mesmo os números atuais estando bem abaixo dos de 2019 para o mesmo período. “Desde o início do ano, a equipe de combate à dengue do Departamento de Zoonoses tem trabalhado com a vistoria às residências, comércios e conscientizar os moradores quantos aos cuidados com a prevenção”.

A Prefeitura também informou ter iniciado um plano de ações na cidade com base nas recomendações feitas pelo Ministério da Saúde, para dar continuidade às vistorias realizadas nas residências para o controle do mosquito Aedes aegypti durante a circulação do novo coronavírus.

Neste plano de ações, os agentes de endemias, durante a pandemia, as vistorias em busca de focos do Aedes aegypti dentro das casas estão limitadas aos quintais e áreas comuns, além de terrenos quando possível. Porém, alguns moradores acabaram fazendo resistência quanto a visita dos fiscais. “As ações são permanentes, mas houve sim resistência de moradores quanto à vistoria no interior da residência que acabou interferindo no trabalho das equipes. Para estes casos, que por receio não autorizaram a vistoria, a orientação é realizada do portão do munícipe”.

Avatar

Caio Vinícius Dellagiustina

Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *