Câmara aprova contas de 2018 do prefeito Geraldo Garcia

Por unanimidade, a Câmara de Vereadores de Salto aprovou na noite da última terça-feira (24) as contas referentes ao ano de 2018 do prefeito Geraldo Garcia. Vale destacar que o Tribunal de Contas já havia dado o parecer positivo para a aprovação, conforme apresentado pelo Jornal PRIMEIRAFEIRA, com algumas ressalvas a serem sanadas, algo que foi lembrado por alguns edis durante a discussão.

Márcio Conrado foi o primeiro a se manifestar citando os apontamentos. “Apesar do parecer ser favorável, gostaria de mostrar alguns apontamentos, de coisas que precisavam melhorar em 2019. São problemas que persistem até hoje. Um dos apontamentos é a demora na realização de exames. Também alguns equipamentos da Saúde estavam com problemas. Na área da Educação, foram apontadas 693 crianças que não tinham onde estudar, além do transporte dessas crianças. E também queria apontar a falta de atribuições e exigências de nível superior para cargos comissionados”.

Eleito vice-prefeito, o vereador Edemilson dos Santos chamou de normais os apontamentos e mostrou-se favorável à aprovação das contas. “Houveram 14 apontamentos que são questões sanáveis e até o momento, medida nenhuma foi tomada. Me posiciono favorável, até porque são questões naturais pra que um prefeito resolva”.

Outro vereador oposicionista, Cícero Landim afirmou que não há motivo para reprovação. “Se o Tribunal de Contas que é o órgão técnico e tem o poder de dizer que está certo ou está errado, dizer que as contas do Prefeito estão aprovadas, mesmo que com ressalvas, não há nenhuma razão para votar contra as contas do prefeito no ano de 2018”.

Lafaiete critica Tribunal de Contas O presidente Lafaiete Pinheiro, que chegou a pedir uma nova votação das contas de 2012, reprovado pelo Tribunal de Contas, criticou o órgão por seus posicionamentos em relação aos apontamentos. O chefe do legislativo falou que os pareceres são emitidos sem conhecimento técnico e prático. “O Tribunal de Contas sempre faz esses questionamentos. Praticamente todas as contas do município vieram com apontamentos e ressalvas e deve continuar vindo. O Tribunal de Contas não é o sabedor de tudo. Ele é assim mesmo, apontam coisas as vezes até sem conhecimento técnico e prático. Acho que o Tribunal de Contas deveria rever melhor quando for fazer os apontamentos. Mas as contas só serão rejeitadas pelo Legislativo”, concluiu.

Posts Relacionado