Aumenta em 95% o número de empresas abertas na cidade em 2021

A arrecadação de ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) em Salto cresceu 16% nos quatro primeiros meses deste ano (janeiro a abril), comparado ao mesmo período do ano de 2020. De acordo com informações obtidas pelo PRIMEIRAFEIRA junto a Prefeitura, o valor arrecadado entre janeiro e abril de 2021 foi de R$ 11,4 milhões. No mesmo período do ano passado havia sido arrecadado R$ 9,8 milhões.

O ISSQN é o principal imposto sobre o setor de Serviços, um dos mais afetados pela paralisação das atividades devido à pandemia de Covid-19. O setor de Serviços engloba os segmentos de bares e restaurantes, construção civil, turismo, academias e serviços financeiros, como bancos, entre outros.

O número de empresas fechadas no 1º quadrimestre de 2021 aumentou em relação ao ano passado. Entre janeiro e abril deste ano 89 negócios encerraram suas atividades na cidade. Em 2020, no mesmo período, Salto tinha registrado o fechamento de 71 empresas.

Por outro lado, a abertura de empresas teve um crescimento muito grande no período. No primeiro quadrimestre de 2021, 72 novas empresas abriram no município, em 2020, no mesmo período foram apenas 37, ou seja, um aumento de 95%.

O aumento da arrecadação em plena segunda onda da pandemia é uma notícia que traz um pouco de otimismo em meio ao cenário atual do país. Além disso, a queda no número de encerramento de empresas sinaliza também a confiança do empreendedor na economia da cidade. “Com essa estatística fica evidente a capacidade econômica de nossa cidade, a própria expansão no setor de supermercados e atacadistas, que só se instalam com uma pesquisa de mercado, demonstra o potencial de Salto”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico de Salto, Wanderley Rigolin.

Comércio de Salto registra queda significativa no nível de inadimplência

Mesmo diante do grave problema de saúde causado pelo Covid-19 e as consequências trazidas pela pandemia, o comércio saltense segue registrando quedas mensais na inadimplência. Desde o início do ano, os números do banco de dados da Associação Comercial e Industrial de Salto (Acias), administrado pela Boa Vista SCPC, detecta redução em todos os seus índices.

Conforme informações obtidas pelo PRIMEIRAFEIRA junto a Acias, o número de CPFs negativados, que significa a quantidade de pessoas inadimplentes na cidade, caiu de 5.749 em 2020 para 1.389 nos primeiros cinco meses deste ano. Ou seja, a queda é 76%.

Na comparação com 2019, o índice é ainda maior: 82,5% (em 2019 havia 7.913 CPFs negativados na cidade).

Posts Relacionado

Juntos somos mais fortes!

Caríssimos leitores. Espero encontra-los bem, com a graça de Deus. Deixo um abraço muito especial ao menino Valdir do Scalet. Meu grande amigo de longas datas. Sempre digo e acredito que, a convivência com a nossa família, amigos e comunidade são muito importantes, para a

Fábricas e seus operários

A cidade de Salto é marcada por uma pluralidade em seu desenvolvimento cultural ao longo dos anos. Uma cidade conhecida pelas suas festas sendo, inclusive, uma referência regional nas manifestações artísticas.  Salto é uma cidade de trabalhadores, operários que vieram de diversas partes do Brasil