A recente República na visão de um republicano

No dedinho de prosa de hoje, poucos dias antes do feriado da Proclamação da República, compartilho uma transcrição do texto escrito em comemoração ao primeiro ano do novo governo no Brasil. Tal artigo é assinado pelo Prof. Tancredo do Amaral e publicado no jornal Imprensa Ytuana, edição de 15 de novembro de 1890.

Transcrevo o texto tal como estava na escrita da época. Boa leitura!

“Foi ali, no campo da Acclamação, no mesmo local em que outr’ora o povo reunido com a força armada indicou o caminho do exílio ao primeiro imperador que, a 15 de novembro de 1889 aquelle mesmo povo altivo e nobre e o exercito, que tinha á sua frente o inclyto marechal Manoel Deodoro da Fonseca, unidos pelo mesmo pensamento, impulsionado pelo mesmo sentimento de patriotismo deposeram o ultimo ministerio da monarchia que tanto corrompêra e esterelisara este grande paiz, indicando ao mesmo tempo, ao últimos representantes da casa de Bragança, o caminho por onde deviam partir e deixar para sempre as terras do Brazil.

E pode se dizer que ali, debaixo do enthusiasmo de todos os brasileiros, ao troar da artilharia que salvava a remissão da patria quase perdida e a exclusão dos senhores neste paiz que já não tinha escravos <estava se fecundando o óvulo da consciência nacional>, estava se como que lançando os alicerces de uma nova nacionalidade que devia, caminhando com o lemma – ordem e progresso –Enveredar pelo caminho da prosperidade, para, mais tarde, apresentar-se forte, digna honesta, rica e elevada, ante o convívio das nações, civilizadas do mundo.

Foi, na data gloriosa que hoje se commemora e no primeiro centenario da grande revolução que assombrou o mundo proclamando os direitos do homem, que, este mesmo povo brasileiro tantas vezes espingardeado na praça pública, vingou a memória de Batelif, Canéca, Tiradentes e outros que ousaram sonhar com a liberdade.

Desde então, apenas no período de um anno, começou uma nova era promettedora para este paiz talhado para ter um futuro glorioso entre as nações da America.

Estamos a 15 de novembro de 1890 época em que devem se reunir os representantes da nação para fazer entrar a instituição republicana no terreno da legalidade.

Consolidada a Republica que ocupe o primeiro lugar aquelle que tão sabiamente a tem dirigido até aqui.

Que uma votação unanime coloque na cadeira de presidente da Republica dos Estados-Unidos do Brazil, aquelle aquém ella tudo deve e de quem ela tudo espera – Manoel Deodoro da Fonseca.”

Posts Relacionado

Inscrições para mostra de presépios vivos estão abertas

Estão abertas as inscrições para a Mostra de Presépios Vivos, promovidas pela Secretaria de Cultura. Os interessados têm até o dia 6 de dezembro para se inscreverem. Basta ir até a sede da Secretaria da Cultura, situada à Praça Antônio Vieira Tavares, 20, no Centro,