A Primeira Guerra Mundial e os jornais locais – Parte I

 “É muito para temer esta grande desgraça sobre a Europa inteira. As últimas notícias não são nada animadoras, e é possível que estale de um momento para outro, em razão da grande tensão dos espíritos.

Se rebentar, será uma guerra tão mortífera como até agora não viram os tempos.”

O trecho transcrito está presente no jornal A Federação, edição de 1º de agosto de 1914, e trata-se de uma preocupação com acontecimentos no continente europeu, rivalidades e disputas territoriais entre países, fatos que geraram a Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918). Uma guerra tida como “total e mundial”. Total, pois, o alvo também era a população civil, mundial porque envolveu países de todos os continentes.

No início do século XX, a Europa vivia um certo sentimento de otimismo e orgulho, pois permeava a crença na prosperidade econômica vivida pelo continente, sobretudo proporcionada pelo imperialismo europeu. A relativa paz vivida no continente foi desestabilizada pela disputa cada vez mais acirrada entre as potências, sendo Grã-Bretanha, Alemanha e França as grandes protagonistas em tais disputas.

Acontece que, grande parte dessa riqueza vivida no continente europeu era às custas da exploração nas terras e do povo africano. Dados apontam que em 1900, cerca de 90,4% do território da África estava colonizado pelos europeus. Nos anos finais do século XIX, França, Bélgica, Grã-Bretanha, Alemanha, Itália, Portugal, Espanha, Rússia, Estados Unidos, Dinamarca, Suécia, Noruega, Países Baixos, Áustria-Hungria e Turquia, participaram da chamada Conferência de Berlim, firmando o acordo da Partilha da África.

Na edição de 5 de agosto de 1914, o jornal A Cidade de Ytú trazia o seguinte texto:

“Acaba de rebentar na Europa uma tremenda guerra, tão grande, tão extraordinária e de tamanha repercussão como se não havia nunca imaginado. A Allemanha, a Áustria e a Itália se atiram, ferozmente contra a Rússia, a França e a Inglaterra. Qual seja o desfecho dessa enorme guerra não está ao nosso alcance dize-lo e bem poucos serão os que têm cálculos mais ou menos aproximados de tão extraordinário movimento militar. […]”

Pois bem, meu amigo leitor e amiga leitora, a partir desta semana você irá acompanhar aqui no dedinho de prosa a história da Primeira Guerra Mundial (iniciada oficialmente em 28 de julho de 1914) e como ela foi noticiada nos jornais locais, principalmente nos jornais ituanos disponíveis para consulta na Biblioteca de Obras Raras da USP.

Um bom fim de semana a todos.

Marco Ribeiro – Historiador

Posts Relacionado

Salto tem quase 400 casos de Covid em menos de 20 dias do mês de janeiro

Conforme o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (18), a Secretaria de Saúde de Salto confirmou 41 novos casos de Covid-19 no município, totalizando 4.791 casos positivos. Desses, 41 receberam o resultado positivo hoje. Nos 18 dias primeiros dias de 2021, já são 392 casos confirmados,

Financiamento Estudantil oferece 93 mil vagas neste ano

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) vai oferecer 93 mil vagas neste ano. O período de inscrições para o processo seletivo do Fies para o 1º semestre de 2021 é do dia 26 até as 23h59 de 29 de janeiro de 2021. O resultado será

Inscrições para o Encceja terminam dia 22 de janeiro

Vão até o dia 22 de janeiro as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Os interessados podem se inscrever na página do Encceja na internet (enccejanacional.inep.gov.br), gratuitamente. Caso necessário, o participante pode solicitar, durante a inscrição, atendimento

Tudo vai melhorar, só depende de você!

Caríssimos leitores, Mais um ano se inicia. Desejo a todos um ano cheio de saúde, paz e realizações. Esta é uma Época de planejamento e renovação das esperanças. Cuidar da saúde e, principalmente, das pessoas. Devemos valorizar nossos familiares, amigos, vizinhos etc. Dar atenção e